02/12/2019

Image

Procedimento de biometria facial, na emissão de CNH, garante segurança contra fraudes

 
 
Com o objetivo de ofertar mais segurança e diminuir o risco de fraudes no processo de emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) implantou, no dia 21 de outubro, o sistema de biometria facial de condutores. A nova ferramenta torna a identificação mais precisa e aumenta a segurança da verificação de identidade dos usuários.
 
A iniciativa permite o acesso do Órgão ao banco nacional de imagens de condutores, por meio de parceria com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). No Maranhão, o serviço é oferecido na sede do Detran-MA, nos Postos de Atendimento e nas 15 Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans).
 
Depois de sua implantação, todos os motoristas, em processo de renovação da CNH, de emissão de 2ª via, adição ou mudança de categoria, ou transferência de unidade da Federação, passam pelo novo procedimento. Antes da emissão da CNH, o condutor terá sua fotografia coletada pelo Detran-MA e enviada ao banco de dados do Sistema Nacional de Habilitação (SNH), para ser comparada com a imagem cadastrada anteriormente.
 
Para a Diretora Geral do Detran-MA, Larissa Abdalla Britto, os órgãos de trânsito, agora, passam a contar com uma tecnologia que oferece mais segurança na prestação dos serviços. “A biometria facial torna mais segura a emissão das CNHs, pois o condutor terá sua foto atual comparada com as imagens existentes no SNH. Este é um benefício para o Detran-MA e para os usuários, já que ficará mais fácil identificar possíveis casos de fraudes”, ressalta.
 
A Coordenadora de Habilitação do Detran-MA, Nazaré Nunes, afirma que, até o momento, somente dois pedidos de renovação de CNH não foram compatíveis com as imagens cadastradas no sistema. “Nestes casos, os condutores pediam a transferência de UF para o Maranhão, mas, suas imagens não apresentaram compatibilidade com as registradas nos documentos anteriores”, explica.
 
Segundo ela, a biometria compara os traços permanentes da face do condutor e o nível percentual de que os registros pertençam a mesma pessoa. “O Detran-MA utiliza o banco de imagens do Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach) para fazer o reconhecimento facial a partir de comparação entre as fotos dos documentos anteriores, cadastradas no sistema” destaca Nazaré Nunes.
 
Para o Diretor Operacional do Detran-MA, David Ximenes, o maior beneficio é a segurança para o usuário na obtenção da CNH e a garantia que a emissão do documento não será fraudado. “Caso o índice de similaridade, entre as fotografias, fique menor que 90%, a imagem é reprovada, o que demanda uma checagem manual do processo. Se houver incompatibilidade a carteira não será emitida”, ressalta.

 

Compartilhe

Dúvidas Frequentes

Eventos

Formulários

Deseja dar entrada no protocolo? Selecione um formulário abaixo!
<-- -->