02/09/2019

Image

Operação Lei Seca realiza mais de 300 abordagens no final de semana

Com o objetivo de reduzir o número de acidentes e preservar vidas no trânsito, o Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), em parceria com a Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), por meio do Batalhão da Polícia Militar Rodoviária (BPRv), deu continuidade às ações da operação Lei Seca, neste final de semana, em São Luis.

As blitzen foram realizadas na noite de sábado (31), na Avenida Jerônimo de Albuquerque e na tarde do domingo (1º), na Avenida São Luís Rei de França. Segundo Dados da Divisão de Estatística do Detran-MA, no final de semana, foram abordados 307 veículos e realizados 282 testes com o etilômetro. Houve 25 recusas ao teste e 11 autos lavrados a condutores que dirigiam sob efeito de álcool.

Equipe de educadores do Detran-MA e polícias do BPRv na Blitz da Lei Seca

O chefe da Divisão de Estatística do Detran-MA, Pabyo Mendes, que coordenou as ações no fim de semana, destacou a boa aceitação da Operação Lei Seca. “O Maranhão apresenta um dos melhores índices de realização do teste do etilômentro, isso quer dizer que muitos motoristas estão mais conscientes, evitando beber antes de dirigir. Por isso há menos recusas ao teste durante as abordagens”, explicou.

Para o capitão do BPRv, Alejandro Moucherek Jaldin, as blitzen estão mais eficientes e  organizadas. “Atualmente a nova estrutura que compõe as blitzen oferece mais segurança, credibilidade e transparência”, destacou.

Educadores do Detran-MA na Lei Seca

O funcionário público Wilson Clemente, acredita que as ações da Lei Seca ajudam os condutores a dirigirem com mais responsabilidade. “Depois que começaram as blitzen, eu já observei que muitos amigos estão evitando sair com o próprio carro quando saem para beber”, afirmou.

Já a cabeleireira Lourdes Oliveira, ressaltou que  a realização das blitzen têm contribuído para a diminuição de acidentes. “As pessoas estão mais conscientes do perigo que é pegar a direção de um veículo, após ter ingerido álcool. Isso está acontecendo não só pelo receio de ser multado ou preso, mas também pela união da fiscalização com a educação que contribui  na orientação da sociedade”, disse a cabeleireira.

O foco da Operação Lei Seca são os condutores que dirigem sob o efeito de álcool, que segundo estatísticas das principais organizações que monitoram o trânsito, são os principais causadores de acidentes com perdas de vida.

Compartilhe

Dúvidas Frequentes

Eventos

Formulários

Deseja dar entrada no protocolo? Selecione um formulário abaixo!
<-- -->