20/02/2019

Image

Motorista maranhense aprova versão digital do CRLV: “Praticidade no dia a dia”

Os proprietários de veículos do Maranhão podem adotar a versão digital do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Esse documento é renovado todo o ano e comprova a regularização de veículos automotivos. É o chamado documento do licenciamento.
 
A versão eletrônica do CRLV está disponível no Maranhão desde o início de janeiro e pode ser usada em smartphones com sistemas Android ou IOS.
 
Para Giovanni, o aplicativo é sinônimo de praticidade e veio para evitar multas e contratempos durante fiscalizações para os condutores menos precavidos.
 
“Eu gostei muito porque é de uma praticidade muito boa para o dia a dia. Você acaba poupando tempo caso esqueça o documento físico. A CRLV digital acaba substituindo a versão impressa e você não passa por nenhum aperreio, nenhuma blitz, problema ou contratempo”, avalia o veterinário.
 
Giovanni conta que foi muito cômodo e rápido instalar o aplicativo em seu celular: “Foi fácil aderir ao CRLV Digital. Já tinha as orientações no próprio aplicativo, precisava do código de segurança que vem no documento do carro, o CRV [Certificado de Registro de Veículos], e depois é só seguir o passo a passo. O aplicativo vai orientando em cada etapa”, explica.
 
Como funciona
 
Para obter o CRLV digital, os proprietários de veículos devem fazer o download na App Store ou Google Play do aplicativo batizado de Carteira Digital de Trânsito (CDT), o mesmo que dá acesso à versão eletrônica da Carteira Nacional de Habilitação (CNH-e).
 
Em seguida é necessário efetuar cadastro de usuário no próprio aplicativo. Para finalizar a adesão, basta adicionar o CRLV, informando o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) e o código de segurança impresso no CRV.
 
De acordo com o diretor operacional do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), David Ximenes, o CRLV digital pode ser compartilhado em smartphones diferentes por até cinco usuários que utilizam o mesmo veículo.
 
“Com o CRLV digital, o usuário poderá evitar multas por esquecer o documento em algum outro local, além de evitar questões como roubo ou perda do documento físico”, detalha Ximenes.
 
Entretanto, o CRLV digital só pode ser emitido após quitação de débitos dos tributos, encargos e multas de trânsito e ambientais vinculados ao veículo, bem como o pagamento do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT).
 
No caso da CNH digital, só podem ter acesso à ferramenta pessoas com CNH física emitida depois de maio de 2017, quando as carteiras começaram a receber código QR Code na parte interna do documento.
 
Transitar sem CRLV – impresso ou digital – constitui infração gravíssima e pode gerar multa de R$ 293,47, mais sete pontos na carteira e remoção do veículo, conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
Compartilhe

Dúvidas Frequentes

Eventos

Formulários

Deseja dar entrada no protocolo? Selecione um formulário abaixo!
<-- -->